I’m Somebody!

From Diary of a Somebody, in the Guardian (a UK newspaper):

“”The best bloggers use their blogs as a tool to engage with others on a particular topic. Too many people focus on telling their story,” advises IBM’s blogger in chief, Christopher Barger. He had been busy writing his own blog for 18 months on topics utterly unrelated to work when the chief executive summoned him to his office and informed him he had been reading his blog for a year. After an initial panic, Barger realised he was being promoted, not fired. He is now responsible for “tying blogging to IBM’s overall strategy”. In a company that employs 300,000 people, promoting a culture of internal and external blogging has led to connecting groups of people tackling similar problems across the world, identifying experts, such as Ed Brill who works on IBM’s Lotus software, now routinely quoted by journalists and analysts as an expert, and spotting future talent – such as Sacha Chau, a placement student currently at IBM Toronto, now gaining recognition for her popular internal blog.

Minor fixes: Sacha Chua, not Chau, and I’m actually a graduate student on a research fellowship, not a placement student. =) But yeah! Way fun.

<giggle>

On Technorati: ,

Random Japanese sentence: メアリーは読書をしており、1匹の猫がかたわらで眠っていた。 Mary was reading, with a cat sleeping beside her.

Awesome, I’ve been quoted in Portuguese!

Todas as faces da colaboração?

O poder do indivíduo já era. Experiências com colaboração e ferramentas sociais em grandes companhias, como a IBM, dão conta de mostrar o valor do trabalho desenvolvido em rede e global

Que tal conseguir o emprego dos sonhos compartilhando suas idéias em um blog? Foi assim que Sacha Chua, atual evangelizadora de Empresa 2.0 da IBM, conquistou o posto que ocupa hoje dentro da companhia, em Toronto, Canadá. Aos 23 anos, tão logo a jovem estudante passou a circular pela empresa por conta do projeto de conclusão de sua tese de mestrado em computacão social, em 2006, não hesitou em disparar posts sobre a própria pesquisa pela ferramenta interna de blogs que a IBM disponibilizava aos funcionários.

“Percebi que se não fizesse isso, no final de mestrado poucas pessoas leriam minha tese. Escrever sobre a pesquisa enquanto ela era feita permitiu que eu compartilhasse meu conhecimento com outras pessoas e aprendesse com as sugestôes e conselhos que me davam”, conta.

Foi como se a partir daquele momento tivesse calçado os sapatinhos de cristal de uma Cinderela moderna que ascendia para o universo corporativo. Do dia para a noite, o blog da então ilustre desconhecida caiu no gosto dos funcionários e se tournou o mais popular da empresa não só no Canadá–com média de 300 a 600 acessos diários–tudo sem sair da esfera interna da IBM. “Queria fazer mais do que escrever software, queria ajudar as pessoas a se conectarem por blogs, wikis e outras ferramentas web 2.0 e a IBM era a empresa perfeita para aplicar tudo que aprendi a respeito no mundo real. Quando chegou a hora de pedir o emprego, o processo foi fácil porque os futuros colegas de equipe já me conheciam e sabiam o suficiente para convencer a gerência a criar um cargo só para mim”, lembra.

A história de Sacha poderia ser uma exceção, mas não é. Essa é apenas uma das faces das oportunidades que as ferramentas sociais e de colaboração apresentam dentro de companhias. Por isso, a IBM vem apostando na criação de ambientes férteis para a inovação.

Except for my age, most of it’s right. Nifty! There’s more, but it would take me a while to type it all in from the scan. I wonder if I can get a copy of the magazine for my mom… =)

Pereira, Paula. June 2008. “Todas as faces da colaboração?”, B2B Magazine